• Dez
    • 06
    • 2012

«VEM AÍ A TROIKA!» ou como fazer um jogo de cartas com humor

Canal Superior
Por Aline Flor
2012-12-06
Um grupo de apaixonados por jogos criou o «Vem aí a Troika», onde o principal objetivo é levar o país à falência.

 

O jogo só termina quando o país vai à falência ou quando a Troika finalmente chega. «Vem aí a Troika», criado pela Tabletip Games, joga-se à volta da mesa e deixa-te vestir o papel de um grupo de interesse que tenta controlar a «Portugalândia» para ganhar dinheiro e conseguir enviá-lo para offshores antes que chegue a Troika.

Pelo meio, tens que fintar grupos como os «Desempregados indignados» ou a «TV irritante», e esperar que não te calhem problemas como escândalos com «Meninas boas», que te impedem de ganhar as próximas eleições. Tudo isto com muitos «mega euros» à mistura.

O jogo foi criado por um grupo de amigos, quase todos ligados ao Instituto Superior Técnico, que decidiram criar uma sátira à sociedade portuguesa que, ao mesmo tempo, promovesse o convívio entre os jogadores. «Todos nos gostamos de jogos de tabuleiro e de cartas, é divertido quando as pessoas estão à volta da mesa», explica Carlos Mesquita, um dos criadores do jogo, ao Canal Superior».

A ideia nasceu no ano passado e deu origem à Tabletip Games, uma empresa dedicada, pelo menos para já, apenas aos jogos de tabuleiro. Apesar de quase todos os fundadores estarem ligados à informática, passar os jogos para uma versão online «não está fora de questão», mas não faz parte dos planos para já.

O que está dentro dos planos é, durante o próximo ano, desenvolver um novo jogo, «depois de a Troika chegar». Os corruptos terão que fazer algo como proteger o dinheiro que têm nos paraísos fiscais, mas Carlos Mesquita afirma não haver nada definido para o novo empreendimento.

Entretanto, o jogo lançado esta semana já faz furor: as primeiras caixas enviadas para um dos primeiros pontos de venda, o El Corte Inglés, «voaram das prateleiras», orgulha-se Carlos Mesquita.

campanha levada a cabo no site de crowdfunding PPL também bateu recordes: de acordo com a nota divulgada pela Tabletip Games no Facebook, o «Vem aí a Troika» foi o projeto mais rápido a atingir os 100% do financiamento proposto (em 11 dias), o projeto que teve a maior percentagem de apoio de sempre (204%) e com o maior número de apoiantes de sempre (120).